Senso (in)Comum (…)

setembro 6, 2008

Comportamento… Gente

Filed under: Ótica,Fragmento — Netto @ 8:38 am
Tags: , ,

Ainda sou um tanto jovem e não tenho tantas experiências na vida, mas já cruzei com pessoas fantásticas nessa minha trajetória.

Vou ressaltar nas próximas linhas uma dessas pessoas, um colega de trabalho que tem um diferencial que acho impressionante.

Não digo do seu currículo acadêmico, marketing pessoal ou diferencial técnico… nada disso.

Quando o conheci, nos meus primeiros dias de trabalho nessa empresa, ele me pareceu apenas mais um líder de equipe e nada mais. Sempre sorria, estava pronto a ouvir e nunca exigia nada de ninguém ou mandava alguém fazer alguma coisa diretamente, não que dividisse sua posição, mas não se colocava em nenhum momento em superioridade aos demais. Mesmo sendo.

Nas reuniões, mesmo com o “circo pegando fogo”, seu discurso era apaziguador, calmo e consciente. Sempre me pareceu que ele evitava ao máximo qualquer conflito e com sua simplicidade incomum ia contornando as situações.

Às vezes, visivelmente, sua posição era confrontada, mas nunca o vi agir diferente por isso, pelo contrário, nesse momento ele ficava na sombra da pessoa e a situação passava a tender para um vexame da outra parte.

Como em qualquer equipe ele tinha sua “creche” (indivíduos que já viveram mais de 4 décadas, por exemplo, e que ainda se comportavam como adolescente), mas ele ainda não mudava e em uma de suas ações tomou o conselho de uma das jovens, que ali estavam, mostrando quão infantil era o comportamento do “quase” 3º idade, isso sem dizer nenhuma palavra se quer.

Em determinado momento nossa equipe sofreu grandes perdas, houve algumas mudanças e tudo tendia para uma bagunça coletiva, no entanto nada para nós havia mudado, recebíamos o mesmo tratamento e direcionamento de antes sem alterações em nossa rotina.

Ele ajudava daqui, corria de lá e ainda dizia “tenho sorte de ter caído com a equipe de vocês” e nós ao contrário pensávamos “ainda bem que ele é o chefe”…

Ainda não citei o que é realmente esse diferencial, não é!?

Ele entende de “gente”!

Ele consegue, acho que sem querer, facilitar as relações entre as pessoas e as pessoas com o seu trabalho. Consegue sem esforço conduzir a equipe para que, além de produzirmos mais, nos sintamos bem.

Entender de gente, como vejo hoje, não é uma tarefa fácil. Qualquer um pode ter uma idéia, mas só alguns conseguem vende-la.

Anúncios

Deixe um comentário »

Nenhum comentário ainda.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: