Senso (in)Comum (…)

fevereiro 12, 2009

Estagnação

Filed under: Coletividade,Fragmento — Netto @ 6:00 am
Tags: , ,

A estagnação me parece uma doença que às vezes por insistência ou por força de hábitos contraímos sem nem mesmo perceber.

Estagnação

Insistência e hábitos sim, pois quantas vezes persistimos em amores não correspondidos, em lutar só depois que já fomos derrotados ou em perder um precioso “tempão” tentando convencer alguém que a nossa opinião é a melhor e que só nós estamos com a razão e ainda por cima ficamos chateados quando isso não funciona. A conseqüência desse conjunto de fatores é a perda do amor próprio e a ostentação da aparência de que já superarmos todas as dificuldades ou que não ligamos se vitoriosos ou derrotados somos. Se esse ponto foi atingido passamos pro lado da indiferença, do tanto faz como tanto fez e assim estará bom, não é!?.

Antes de nos tornarmos indiferentes é possível identificar diversos sintomas, entre eles o de achar que o erro está sempre nos outro e não em nós, que podemos fazer tudo depois bem depois, quando começamos a evitar as críticas e deixamos de criticar elevando assim a nossa arrogância nos níveis mais altos do ego. Dessa maneira começamos a tender para uma alienação passiva sem uma percepção nítida, sem possibilidade de reação e até saborosa em muitos momentos da vida principalmente quanto parecemos intocáveis… daí tatuamos a paralisia em nossa pele.

Indiferente

Repare. Esse vírus é mais aparente nos relacionamentos afetivos, no trabalho e nas relações derivadas dele e nas principais tomadas de decisões de nossas vidas que acabam se baseando na idéia de nos manter no lugar mais alto, mais confortável que já conseguimos chegar e inconscientemente nos perguntamos: se arriscar para quê? Dar o próximo passo por quê? Não está bom assim?

É… Só depois que o calcanhar já foi dilacerado pela estagnação pensamos e é possível entender que o que nos fez crescer foram os obstáculos que vencemos para chegar onde estamos e que sempre haverão outros, que sempre estaremos aprendemos, que cresceremos se quisermos e nos levantaremos conforme passamos por cada evento que nos está reservado.

Liberdade

Por isso entendendo que a melhor opção nesses momentos é: mexa-se.
Volte à órbita natural da evolução e cresça.

Anúncios

4 Comentários »

  1. É isso ai Garoto,

    Que bom que você voltou a escrever, já estava demorando muito.

    Boa postagem, não a estagnação…sim para evolução.

    Boa sorte,

    Comentário por Israel Dias — fevereiro 13, 2009 @ 1:35 am | Responder

    • Eu fico agradecido e estou voltando com mais força…

      Comentário por Netto — fevereiro 13, 2009 @ 1:40 am | Responder

  2. Ok,belo post

    Comentário por Geradores — fevereiro 18, 2009 @ 2:37 pm | Responder

  3. Voce tem toda razão só vemos os erros dos outros, é dificil aceitar os nossos.

    Bia

    Comentário por Seguro de Auto - Seguro de Moto — agosto 3, 2009 @ 12:41 pm | Responder


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: